sexta-feira, 4 de julho de 2008

Sobre a Flor e a Barata


Porque achamos que a flor é bela e a barata feia? Essa é uma pergunta fácil de responder, mas o que está atrás da resposta que é importante, uma espécie de complementação do artigo sobre a beleza.

Não sei se os leitores perceberam mas eu gosto de responder certos tipos de perguntas com base na teoria de evolução de Charles Darwin. É de conhecimento de todos que a flor é um órgão encontrado em certos tipos de planta e a sua função é a reprodução. Algumas flores precisam dos insetos para espalhar os polens, então elas tem que ser belas, ou seja, atrair os insetos para a reprodução ser bem sucedida. As flores que eram belas eram as que atraiam os insetos se reproduzindo mais e transmitindo essas caracteríticas.

Se usarmos o mesmo raciocínio é fácil deduzir porque as baratas são feias. Quem gosta de uma barata no pescoço (meus amigos vão dar risada, rsrs)? Mas é verdade a barata é feia, pois as que eram feias tinham maior chance de sobrevivência transmitindo essas características.

Percebemos que os nossos conceitos de feio e belo não são algo que “escolhemos”, mas que foram ditados pela natureza. Ou alguém acha uma barata bonita e uma flor feia?

2 comentários:

Dário Souza disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
kaio_lopes disse...

huahuahuahua... mlq, nem me lembre dessa fita da barata no teu pescoço! kkkkkkkk
foi o dia mais altísta da tua história... apesar de q no dia da confusão em tijucu tu se superou tmb! hahahaha

eh nor, mlq!
abss